Projeto Canadá: Estudo, trabalho e como é viver em Halifax

finalcasal 300x300 - Projeto Canadá: Estudo, trabalho e como é viver em Halifax

Eles fazem parte da turma que mais deseja imigrar para o Canadá: são jovens, com formação superior e querem iniciar a família num país seguro e promissor. A Rayane e o Fernando trocaram Recife por Halifax em 2019 e estão firmes no objetivo de estabelecer raízes na costa leste. Se você pensa em morar em Halifax e redondezas, anote as dicas que a dupla tem para compartilhar.

Canadiando: Em que data vocês chegaram?
Rayane e Fernando: Pisamos na Nova Scotia no dia 15 de maio de 2019 para que eu (Rayane) pudesse fazer o Pathway (10 semanas) antes de iniciar o college no Nova Scotia Community College (NSCC).

Canadiando: Por que escolheram a Nova Scotia?
Rayane e Fernando: Desde quando começamos a nos interessar pelo Canadá não queríamos ir para grandes centros como Toronto ou Vancouver. Durante os três anos de planejamento financeiro nós pesquisamos  locais como Winnipeg, London, Saskatoon e Moncton. Mas quando descobrimos Halifax foi amor à primeira vista: é um local interessante para quem quer estudar, o fuso horário é o mesmo da nossa cidade no Brasil (Recife), temos as praias e,  além de tudo,  é a segunda capital do país com o inverno menos rigoroso.

Screen Shot 2020 03 12 at 18.25.27 300x228 - Projeto Canadá: Estudo, trabalho e como é viver em Halifax Canadiando: Já ouvi alguns comentários sobre a sujeira na cidade, procede? E o transporte público funciona bem?
Rayane e Fernando: 
Nossa referência para comparar a “sujeira” é Recife (onde morávamos), então diríamos que a cidade é muito limpa. Quando a neve começa a derreter temos o problema daquele lamaçal que se forma, mas acredito seja igual em todas as cidades canadenses. A melhor coisa a se fazer nesses dias é usar botas impermeáveis.

O transporte público da cidade se resume a ônibus e ferry boat. Nós moramos em downtown e daqui conseguimos nos locomover  para todas regiões da grande Halifax. Vejo o pessoal que mora mais distante reclamar  que o transporte  não passa com tanta frequência. Algumas rotas dão muitas voltas  tornando o trajeto bem mais demorado.  Também são poucas as paradas de ônibus que possuem aquela barreira contra chuva/vento/neve.

Canadiando: Tem Uber em Halifax?
Rayane e Fernando: Não e infelizmente  muita gente só descobre isso quando chega no aeroporto. Faz muita falta um aplicativo de transporte, até porque táxi não é barato.  

Canadiando: Quais os melhores bairros para se morar e quais regiões as pessoas devem evitar?
Rayane e Fernando:  Vai depender da sua rotina de trabalho/estudo. Mas em geral, lugares interessantes são: Clayton Park, Bedford, Downtown, Armdale e Dartmouth. Porém, antes de alugar seu apartamento/casa é importante checar histórico de bedbugs do local e ler atentamente os reviews que na internet. Os “haligonians” ( nativos de Halifax)  consideram como os lugares mais “inseguros” os bairros de Spryfield e Highfield Park.

Canadiando: Qual escala vocês fizeram para chegar até Halifax?
Rayane e Fernando: Compramos nossas passagens pela Air Canada, já que poderíamos trazer duas malas de 32kg cada. Saímos de Recife com destino para São Paulo (via Gol), mascomo compramos o bilhete (Recife-Halifax) nós despachamos as malas em Recife. Em São Paulo pegamos nosso voo com destino a Toronto. Nós tínhamos duas horas de escala e não foi suficiente, pois até pegar os Permits e as malas, o nosso avião com destino para Halifax já tinha partido. Conseguimos reemitir nossos bilhetes para o voo seguinte (em 02 horas) e não tivemos que pagar nada por isso. Se puderem escolher tentem algo entre 03/04 horas de escala para fazer tudo com calma.

Canadiando: Por qual motivo vocês mudaram para o Canadá?
Rayane e Fernando:
Desde 2015 que temos o desejo de viver uma experiência fora do Brasil. Como nossa idéia sempre foi estudar no exterior, vimos no Canadá a oportunidade de experimentar um dos melhores sistemas de educação do mundo. Outro ponto importante foi a segurança que o país oferece.

Canadiando:O que foi mais difícil deixar para trás?
Rayane e Fernando: Com toda certeza nossos familiares, cachorros e amigos, mas esperamos vê-los em breve. Durante esse período eu (Rayane) perdi meu avô, o qual ainda vivo o luto e não consegui me recuperar completamente. Estar longe da família nessas horas é sufocante. O coração aperta mais nos aniversários, encontros de final de ano e datas comemorativas. Às vezes sentamos juntos e começamos a ver vídeos e fotos dos nossos sobrinhos, casamento, encontros só pra matar um pouco da saudade.

IMG 2726 300x200 - Projeto Canadá: Estudo, trabalho e como é viver em Halifax
Arquivo pessoal

Canadiando: Pelas suas pesquisas, para qual província você não iria? Qual motivo?
Rayane e Fernando:  Nós incluímos diversas províncias nas nossas pesquisas e aos poucos fomos descartando. Em Manitoba, por exemplo, não encontramos cursos interessantes. Já Saskatchewan nós descartamos por conta do frio intenso. Nunca pensamos numa cidade grande e nem queríamos uma cidade pequena. Halifax é do tamanho ideal: ela consegue ter o lado bom de uma cidade grande (agitação, bares – aqui tem mais bar per capita do que qualquer outra cidade canadense, lojas) e tudo de uma cidade pequena (tranquilidade, calmaria, nada é muito distante). Como nunca vivemos outras províncias fica difícil dizer um lugar que não moraríamos “nunca”. Apenas uma coisa é certa: Amamos Halifax e não há nada hoje que nos faça querer sair daqui.

Canadiando: Qual a sua principal fonte de pesquisa sobre o Canadá?
Rayane e Fernando: Sempre pesquisamos no site oficial do Canadá, esse com certeza é a melhor fonte e o maior aliado de qualquer imigrante.

Canadiando: Vocês vieram com uma boa reserva financeira ou “no limite”? Estão gastando hoje mais do que esperavam ?
Rayane e Fernando: Como eu (Rayane) vim para o curso de inglês de 10 semanas e o College de um ano, tivemos que vir com uma boa reserva financeira, já que quando nos programamos a idéia era fazer o college de dois anos. E esta reserva foi o que ajudou no começo, pois durante o programa de inglês não podíamos trabalhar e só gastávamos. Optamos por morar num basement nos primeiros meses o que ajudou muito nos custos. Hoje nós dois temos emprego e conseguimos arcar com as despesas, embora seja bem difícil juntar dinheiro nesse começo de vida. Antes de vir cá víamos algumas que comentavam que era possível um casal viver com um salário mínimo. Não foi o nosso caso. Primeiro porque aqui se paga um percentual alto de imposto e como optamos por morar num lugar central, o valor do aluguel já come cerca de 75% do salário.  Só é possível se optar por uma moradia em local afastado, entre outras coisas.  Cada pessoa tem ou deseja ter um padrão de vida  e suas prioridades. São escolhas e trocas. O importante é sempre vir com mais dinheiro que o exigido pelo governo porque sempre existirão imprevistos.

Canadiando:Usou o serviço de um consultor, qual?
Rayane e Fernando:
Chegamos a conversar com algumas consultorias educacionais e de visto, porém a maior parte tentava nos convencer a ir para Toronto. Quando decidimos por Halifax, vimos que o college da NSCC não possuía parceria com nenhuma empresa, então resolvemos fazer a aplicação por conta própria. E foi um processo super fácil, sem mistério. Com relação ao visto, após muita leitura no site Governo e em grupos de Facebook, também resolvemos aplicar por conta própria. 

Canadiando:Alguma dica específica para quem pensa em vir para Halifax? Qual a melhor época para chegar?
Rayane e Fernando: Se você vem passar mais de um ano e puder escolher a data que vem, nós diríamos que maio é um ótimo mês. Halifax é uma cidade universitária e vários canadenses vem pra cá apenas para estudar e voltar pra sua província entre Abril e Junho. Além disso, é uma boa época para chegar e se acostumar com o clima, já que você vai pegar o restinho do frio, depois o verão e o inverno vai chegar aos pouquinhos facilitando a adaptação. Nós também chegamos em maio e diríamos que foi a melhor coisa que fizemos.

Canadiando: Vocês já tinham vindo para o Canadá antes ?
Rayane e Fernando: Nunca.

“Não me importo em dar alguns passos para trás se tiver qualidade de vida no Canadá”.

Canadiando: Como está hoje a vida de vocês, bem adaptados ?
Rayane e Fernando: Está tudo ótimo mas a rotina é bem desafiadora. Não é tão simples recomeçar uma vida do zero nos estudos e no trabalho, e ainda tem a questão do idioma que não dominamos 100%. Em contrapartida, temos uma qualidade de vida incomparável em vários aspectos. Aqui as pessoas são muito respeitadas, tudo funciona e vemos muitas oportunidades. Não buscamos riqueza, nem o melhor trabalho, muito menos status. Mas viemos atrás de tudo que encontramos: educação, segurança e uma sociedade mais justa, entre outras coisas.

Canadiando: Qual era o maior medo em emigrar do Brasil?
Rayane e Fernando: O maior receio era de não nos adaptarmos ao país, seja pelo clima, estudo, trabalho, cultura etc. Por enquanto estamos nos adaptando bem aos desafios que Halifax tem nos apresentado. A vida de imigrante nunca foi fácil e não é agora que vai deixar de ser. Por mais que a gente tente mostrar as coisas boas que estamos passando, as dificuldades do recomeço são realidade. As vezes dá vontade de desistir, de largar tudo e voltar pro Brasil, mas aí a gente lembra o que viemos fazer aqui e somos persistentes em terminar aquilo que começamos. Já sofremos preconceito várias vezes apenas por ser brasileiro e acreditamos que isso tem em todo mundo. Sempre tentamos pensar que se nós não podemos mudar uma situação, vamos mudar a forma que enxergamos ela. E assim seguimos, um dando força ao outro.

3408704E 91F6 4309 8DB5 22B694C865CD 240x300 - Projeto Canadá: Estudo, trabalho e como é viver em Halifax
Arquivo pessoal

Canadiando: Você também cogitou imigrar para outros países, quais?
Rayane e Fernando: Não, nunca nos passou pela nossa cabeça em ir pra algum outro lugar. O Canadá desde sempre foi a nossa única opção. As vezes até nos perguntam “Ah, por que vocês não foram para Austrália?” ou “Ah, você não tem uma irmã com cidadania americana? Por que não foi pros EUA então?” Pois é, também não sabemos! Acho que era pra desembarcarmos no Canadá mesmo.

Canadiando: Qual conselho para quem está iniciando o seu Projeto Canadá ?
Rayane e Fernando: Pesquisar muito sobre o país, a província e a cidade que você pretende se estabelecer. Isso inclui ler o site do governo canadense de ”cabo a rabo”, como dizemos lá no Nordeste. Eu tenho o maior prazer em ajudar pessoas sobre coisas que vivenciei na prática. O difícil é auxiliar aquelas que querem tudo mastigado. Para vir para o Canadá você tem que estudar o processo.
Não se apegue somente ao que uma pessoa fala sobre um lugar. O que é bom pra mim, pode não ser para você. E Halifax é uma cidade que divide opiniões.

A outra dica primordial é: estude o máximo de inglês possível antes de vir, você irá sofrer demais com um inglês muito básico. E claro, junte o máximo de dinheiro que puder, pois você vai precisar. Planejamento financeiro é alma do Projeto Canadá. Nunca se retenha ao plano A, sempre tenha o plano B, C, D e E. 🍁

PROJETO CANADÁ 300x300 - Projeto Canadá: Estudo, trabalho e como é viver em HalifaxO Projeto Canadá
 tem como objetivo relatar as histórias, sempre incríveis, dos imigrantes de língua portuguesa que estão recomeçando a vida na América do norte. 🍁
🎯 Se você pretende ou já mora no Canadá e quer dividir a sua jornada e inspirar muitas pessoas, mande uma mensagem clicando aqui.

1 thought on “Projeto Canadá: Estudo, trabalho e como é viver em Halifax

  1. Que linda a estória da Rayane e do Fernando. Entendo bem a questão do luto. Minha avó faleceu no dia que eu estava embarcando para Halifax. Acho que a questão família é o que mais pesa na hora da adaptação!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »