Mães no Canadá: Cuidados com a saúde das crianças no inverno canadense

Depois de seis invernos no Canadá aprendi algumas lições que faço questão de compartilhar com vocês. Posso dizer que os primeiros três anos foram os mais difíceis e os motivos foram
simples: teimosia, falta de conhecimento e tempo de adaptação. Antes de vir para cá li muitas coisas e me sentia bem preparada para enfrentar o novo clima, mas nada supera a vida real. Foi preciso sentir na pele a sensação térmica negativa para rever alguns conceitos : ) 

Meu filho nasceu no Brasil e chegou no Canadá com apenas um ano de vida. Já a minha filha nasceu em Toronto. Acho que ela passou um sufoco menor , embora ambos tenham tido todas as “urucubacas” de infância: da pneumonia – que até hoje suspeito que não tenha sido de fato – até o piolho (que só aparece no verão). Mas a questão principal  é entender que  não se pode brincar com frio. É como o mar, quando você confia demais se afoga. 

Ambiente seco

Nas três províncias que morei (Ontário, Quebec e hoje New Brunswick) o invernos são longos, gélidos e secos. Além da baixa umidade ainda existe a calefação que faz a pele escamar durante essa época do ano. É um pacote completo para você ressecar por inteiro.

E o que fazemos para lidar com essa situação ? Muito líquido, hidratação e umidificadores. Em casa tenho três aparelhos que funcionam 24 horas. Também uso óleos essenciais na água, principalmente de eucalipto que ajuda a purificar o ar, segundo a minha naturopata canadense. E não pode ser qualquer aparelho. No quarto das crianças tive melhor resultado com o umidificador ultrassônico, aquele que libera um vapor semelhante a gelo seco. É mais caro, mas vale a pena.

Já em relação a hidratação, uso sabonete hidratante nas crianças e ainda passo creme, sempre que possível, após o banho. Outra coisa importante é não esquecer do protetor para os lábios não ressecarem.  Existem inúmeras marcas de excelente qualidade nas farmácias canadenses. 

Roupas adequadas

Uma das principais coisas que aprendi foi a não pensar duas vezes na hora de investir numa roupa térmica de boa qualidade. Deixe para economizar em qualquer outra coisa, menos com isso. No caso das crianças, a atenção tem que ser redobrada. Eles vão certamente brincar na neve e ter contado direto com o gelo. Neste caso, vestir em camadas é a melhor solução.  Tudo para evitar  o que os canadenses chamam de “frostbite” que é a “queimadura” causada pelo frio.

Dicas de mãe pra mãe

  • Evite usar na primeira camada de roupa tecidos sintéticos, que não absorvam ou suor ou que sejam muito apertados.
  • Os óculos são muito importantes porque a radiação ultravioleta é alta nos ambientes que aumentam a taxa de reflexão da luz e dos raios UVs , que é o caso de lugares com muita neve.

    Balaclava
  •  A segunda camada é a parte isolante, que irá aquecer e reter o calor do seu corpo. Para a região de cima (tórax), o “Fleece” é um material excelente. Já para aquecer as pernas, coloco só a calça normal ou térmica e a calça de neve. Só uso três camadas em casos específicos, afinal de contas, se mover com três calças não é nada fácil.
  • O casaco principal deve proteger do vento, da chuva e da neve. 
  • Para quem quiser facilitar a vida, outra sugestão é utilizar o macacão de neve. Não é tão fácil encontrar, mas comprei para os meus filhos e foi super prático.
  • Sempre prefira toucas que sejam leves, quentes e protejam as orelhas. Até por isso que prefiro sempre a balaclava, que além de proteger a cabeça também aquece a região do pescoço.
  • Também capriche na meia térmica. Você não precisa colocar duas meias. Uma de boa qualidade já é o suficiente.

Higiene 

Além do básico – já que nós, brasileiros, somos conhecidos mundialmente pela preocupação com a higiene pessoal – não dispenso o álcool em gel e o pacote de lenço umedecido, caso não seja possível lavar as mãos. É um cuidado a mais para evitar contaminação por bactérias e todos bichinhos que estão à solta. No inverno as crianças passam muito tempo em ambientes fechados e quando uma delas pega uma gastroenterite, por exemplo, conte três dias e a sua pegará também. Por isso é importante sempre limpar as mãos. 

Vitaminas

Em função da privação de sol por um longo período, sigo as orientações do meu médico de família e fazemos sim a reposição de vitamina D. Converse com o seu médico sobre o assunto. Para
saber mais, clique aqui. 

Exposição ao frio

Evito deixar os meus filhos brincarem na neve quando a temperatura está próxima a -20 C. Segundo as orientações do governo canadense, existe grande risco de hipotermia se a pele estiver exposta a temperaturas de -28ºC a -39ºC por um longo período de tempo. O fato é que frio demais faz mal em qualquer idade. E nunca deixo eles ficarem mais de 15 – 20 minutos nestas circunstâncias. 

Vacinação

Já fiz um post bem completo sobre o tema. Confira aqui.
Gripe:  Não deixe de vacinar os pequenos contra o vírus da gripe. Existe uma campanha anual amplamente divulgada no Canadá sobre a importância da imunização de toda a população.  Clique aqui para saber todas as informações oficiais sobre o assunto.

 Veja onde tomar a vacina na sua província.

Confira também os textos das outras participantes do projeto. Todo dia 20 do mês tem novidade no site:

Adriane Jungues (Ottawa/Ontario) Like a New Home 
Alessandra Cayley (Toronto/Ontario) Alicia e Outros Papos
Alessandra Schneider (Bathurst/New Brunswick) Canadiando
Amanda Aron (Winnipeg/Manitoba) Viva Manitoba 
Beatriz Ortiz (Vancouver/British Columbia) Biba Cria 
Carol Almeida (Mississauga/Ontario) Minha Neve e Cia 
Carol Camanho (Vancouverr/British Columbia) Fala Maluca
Danielle Vidal (Toronto/Ontario) VidalNorte
Gabriela Ghisi (Toronto/Ontario) Gaby no Canada
Livi Souza (Toronto/Ontario) Baianos no Polo Norte 
Mariana Baltar (Calgary/Alberta) De bem com a vida no Canadá
Vanessa Adell (Calgary/Alberta) Partiu Canada

 

1 thought on “Mães no Canadá: Cuidados com a saúde das crianças no inverno canadense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »